As inovações tecnológicas estão cada dia mais presente na vida do ser humano, isso é devido as possibilidades de melhorias na qualidade de vida e otimização em vários setores da sociedade. Isso não poderia ser diferente na área da saúde. Com o auxílio dos Engenheiros Clínicos, as unidades de saúde podem estar em constante inovação, oferecendo o melhor atendimento aos pacientes e segurança para todos.

O mundo está em constante desenvolvimento tecnológico. De acordo com pesquisas, 50% de todos os métodos de diagnósticos e tratamentos hospitalares existentes hoje, não existiam há 30 anos atrás, provando que as últimas três décadas houve um rápido desenvolvimento tecnológico para a área da saúde.
É quase impossível acompanhar essas mudanças devido as limitações impostas, uma delas é de recursos financeiros, por isso é necessário que os gestores hospitalares estejam sempre bem informados sobre as tecnologias e intervenções disponíveis para entender as necessidades e suas consequências para a qualidade dos atendimentos ao paciente e segurança dos trabalhadores da saúde.
O gerenciamento dessas tecnologias, auxilia nas práticas adotadas nas unidades de saúde. A RDC/Anvisa n. 02, de 25 de janeiro de 2010, estabelece que todas as unidades de saúde devem realizar o gerenciamento das tecnologias utilizadas na prestação de serviços voltadas para a saúde, visando todo o processo de uso dos aparelhos, desde sua entrada até sua alienação, considerando o gerenciamento um instrumento fundamental na gestão hospitalar.
A gestão das tecnologias dos equipamentos hospitalares é feita pelo Engenheiro Clínico, profissional responsável por entender as novas tecnologias, buscando sempre sugerir mudanças em procedimentos e equipamentos, sempre visando o melhor para todos que frequentam essas unidades.
Para determinar as mudanças necessárias, o Engenheiro Clínico observa o chamado “ciclo de vida dos equipamentos hospitalares”, esse ciclo é um processo de cinco fases: a concepção, a definição, a realização, a operação e a alienação. Conheça mais sobre essas fases.

Concepção

Essa é a fase inicial do ciclo de vida dos equipamentos hospitalares, esse é o momento que á tecnologia é colocada no mercado para ser analisada como possíveis possibilidades para compras nas unidades de saúde, nesse momento são analisados os custos-benefícios, os riscos que ela pode oferecer, muitos outros fatores podem interferir na venda dessa nova tecnologia, como o mercado, a legislação de cada lugar e as pesquisas que surgiram dessas tecnologias.

Definição

Todas as tecnologias que são lançadas no setor da saúde é uma esperança de avanços significativos para diagnósticos mais precisos e tratamentos mais avançados. Porém, devido as legislações e regulamentações podem interferir na difusão dessas tecnologias, sendo mais lenta o progresso de seu uso. Por isso, é importante buscar soluções eficientes para cada unidade de saúde.

Realização

Essa é o momento da compra das novas tecnologias, sendo implantada nas unidades de saúde. Para ser mais eficiente a implantação, é necessário que todos os responsáveis que utilizam essas tecnólogas sejam treinados para usá-las, evitando erros ou descontentamento dos pacientes.

Operação

Essa é a fase de utilização dos aparelhos, é de responsabilidade da unidade manter o aparelho funcionando de maneira efetiva em todo o seu ciclo de vida, além disso é necessário usar métodos que aumentem sua vida útil, isso é feito através das manutenções preventivas e corretivas.

Alienação

Essa fase ocorro quando há a necessidade de descartar a tecnologia. Podendo ter várias causas: o fim da sua vida útil, danos por acidente, danos por catástrofes, deterioração pelo tempo, dano e desgaste pelo uso e obsolescência devidos as inovações tecnológicas. Os Engenheiros Clínicos acompanham todo o ciclo de vida das tecnologias, portanto ele é o profissional que detecta se o equipamento hospitalar não corresponde as necessidades da unidade de saúde.

As instruções dos Engenheiros Clínicos nas unidades de saúde é um fator primordial para uma boa gestão hospitalar. Mantendo o foco na excelência do atendimento e segurança de todos que frequentam os hospitais e clínicas.

Siga-nos nas nossas redes sociais:
Instagram
Facebook